Hupes aborda temas importantes para gestores e profissionais das áreas da saúde e de comunicação na Bahia

Não é difícil encontrar hoje em dia pessoas que compram “medicamentos” comercializados na internet sem a devida prescrição médica ou que ainda caem nas famosas “Fake News”. A interferência que as mídias sociais têm nas políticas públicas e como a gestão tem trabalhado a comunicação com seus colaboradores e usuários são alguns dos temas que serão abordados no I Encontro de Comunicação e Saúde da Bahia, no dia 7 de dezembro, na Escola de Saúde Pública do Estado.

O evento, pioneiro na Bahia, pretende chamar a atenção sobre a importância da comunicação para as organizações de saúde, assim como os desafios da atualidade com os avanços das mídias digitais. Serão mais de 25 convidados entre professores, pesquisadores, gestores e profissionais das áreas de comunicação e saúde, que abordarão diversos temas como: Saúde e Jornalismo, Comunicação Interna, Mídia Digital, Ciência e Sociedade, Tecnologias em Saúde, Fake News, Propaganda enganosa nas redes, Políticas de Saúde, além de oficinas práticas de comunicação.

A inscrição será solidária, mediante doação de 2 latas de leite em pó que serão destinadas às Obras Sociais de Irmã Dulce (OSID), e estará aberta até o dia 30 de novembro. As vagas para o evento são limitadas.

O evento é uma realização da Assessoria de Comunicação do Complexo Hospitalar Universitário Professor Edgard Santos (Hupes/UFBA/Ebserh) juntamente com o Grupo de Pesquisa Educação e Comunicação em Saúde (ISC|UFBA) e o Sistema Universitário de Saúde (SIUNIS/UFBA).

Inscrições: www.ecoms-ba.ufba.br

Publicado por conrerp5 em 18- novembro - 2019 Destaques Eventos Notícias

Campanha publicitária conta a história de Andressa Alves, atacante da seleção brasileira

Reza a convenção social brasileira que menina deve brincar de boneca, mas se depender da Nike, o momento é de questionar velhos pensamentos. Como forma de incentivar que meninas descubram o futebol desde pequenas, a marca esportiva trouxe novo filme protagonizado por Andressa Alves, atacante da seleção brasileira de futebol feminino.

A campanha “A Boneca Que Nunca Pedi” é assinada pela Wieden + Kennedy São Paulo e narra a história da jogadora, que desde criança usava a cabeça de suas bonecas para jogar bola. “Imagine se todas as garotas que gostam de futebol recebessem uma bola em vez de uma boneca, onde o futebol feminino estaria hoje? Certamente o Brasil seria uma potência ainda maior no futebol feminino”, diz Martina Valle, diretora de marca para mulheres da Nike do Brasil.

Além do filme, a boneca que se transformou em bola se materializou e ganhou vida nas mãos da artista Elisa Sassi. A designer desenhou a boneca ideal da nova geração de meninas apaixonadas pelo esporte: uma boneca em formato de bola pronta para jogar futebol. O novo brinquedo que foi enviado para atletas, influenciadoras e mulheres engajadas e conectadas com o desenvolvimento do futebol feminino no país.

Publicado por conrerp5 em 29- maio - 2019 Destaques

De acordo com o estudo The Holmes Report, as 250 maiores agências do segmento somaram US$ 12,3 bilhões em receitas no ano passado, sendo cinco delas empresas brasileiras

indústria global de RP cresceu cerca de 5% em 2018, conforme aponta o mais recente relatório The Holmes Report, especializado em empresas do segmento. O documento lista as 250 maiores empresas de relações públicas do mundo, baseando-se na análise de resultados financeiros e coeficiente de crescimento submetidos por mais de 400 empresas ao redor do mundo.

Juntas, as empresas presentes no ranking somaram cerca de US$ 12,3 bilhões em receitas no período, em comparação a US$ 11,7 bilhões em 2017. Todas as ranqueadas faturaram pelo menos US$ 4,9 milhões individualmente. Embora o topo da lista seja ocupado por operações americanas — as primeiras colocadas são Edelman, Weber Shandwick, Burson Cohn & Wolfe, Fleishman Hillard e Ketchum, todas com escritórios no Brasil —, cinco empresas controladas pelo capital nacional foram listadas entre as 250 maiores.

A FSB Comunicações é a mais bem colocada entre as brasileiras, na 33ª posição, com receita de US$ 67,9 milhões no ano passado (alta de 5,2%, considerando valores em dólar dos dois últimos anos). Também compõem a lista o Grupo In Press (62ª posição, US$ 35,9 milhões, alta de 3,5%), o Grupo CDI (169ª posição, US$ 9,6 milhões, alta de 10,7%), a agência Approach (200ª posição, US$ 7,5 milhões, alta de 0,7%) e a RPMA Comunicação (209ª posição, US$ 6,9 milhões, variação negativa em dólar de 7,4%).

A presença de empresas brasileiras é reflexo da maturidade do segmento no Brasil, na avaliação de Flávio Castro, sócio-­diretor da FSB. “As agências daqui cresceram, se profissionalizaram, entraram em novos mercados e atingiram um padrão de entrega global”, afirma.

O crescimento também vem das entregas cada vez mais completas por parte das agências especializadas, que têm incrementado suas equipes com profissionais orientados a análise de dados e business intelligence, gerentes de projetos e videomakers. “Esta coisa de ter a equipe com 95% de jornalistas acabou”, argumenta Kiki Moretti, CEO do Grupo In Press. Áreas como compliance, governança corporativa, responsabilidade social e gestão de crises também estão no radar das empresas do segmento.

“Não queremos gerar somente visibilidade em mídia para o cliente. Relações Públicas não é mais sobre aparecer na capa de um veículo. Nosso objetivo é gerir reputação a longo prazo para trazer resultados de negócio”, defende o chief operating officer do Grupo CDI, Alexandre Alfredo.

Fonte: Meio & Mensagem

Publicado por conrerp5 em 27- maio - 2019 Destaques

Anuidade é a única fonte de renda que a autarquia tem para cumprir sua função social.

 

 

Se você tem débitos com o CONRERP5, este é o momento para quitar suas dívidas e ficar em dia com o seu Conselho. Portanto, quem tem anuidade em atraso – seja pessoa física ou pessoa jurídica, tem a oportunidade de conhecer as condições especiais de parcelamento.
Está em débito com o seu órgão de classe?
Entre em contato com o CONRERP5 ou vá até o Conselho e conheça as condições para parcelar sua dívida.
Presencialmente: compareça à sede do CONRERP5, que funciona das 13h às 18h, de segunda a sexta-feira, na Rua Odilon Santos, 205 – Shopping Rio Vermelho – Rio Vermelho, Salvador – Bahia.
Por telefone/e-mail: Entre em contato com a CONRERP5:
Telefones: (71) 3012-7204 ou pelo WhatsApp (81) 991745490
O pagamento do tributo é única fonte de renda que a entidade recebe para cumprir sua função social.
Por ser uma autarquia federal, o CONRERP5 realiza o trabalho de fiscalização da profissão, que é uma função do estado, sem receber nenhuma verba da União para desempenhar essa atividade. E por isso precisa cobrar a anuidade, de natureza tributária e obrigatória, de toda a categoria profissional.

Ao pagar a anuidade, a categoria contribui para que o CONRERP5 realize suas ações de fiscalização e, também, suas atividades políticas em defesa das Relações Públicas e do fortalecimento e valorização do profissional de toda a categoria. Além disso, é com a anuidade que o Conselho custeia todo seu corpo funcional, responsável direto pelo expediente do CONRERP5, em atender as/os Relações Públicas. Renegocie os seus débitos! E fique em dia com o seu Conselho!

 

Publicado por conrerp5 em 18- maio - 2019 Destaques

 

Atualize seus dados no formulário abaixo. Clique aqui caso não consiga visualizar o formulário.

 

 

 

Publicado por conrerp5 em 29- novembro - 2018 Destaques